30/12/2009

SOBRE OS QUATRO VENTOS‏


Quem sente o coração da Terra, quem sabe ouvir a Voz da Alma do Mundo, é também capaz de compreender a linguagem das plantas, da chuva, dos animais, das flores... dos ventos!!! Ah! Os Ventos! Eles são portadores de todos os conhecimentos e de toda a sabedoria, porque onde quer que soprem, de onde quer que venham, trazem a Essência, o Espírito do Criador e o próprio espírito deles. Carregam também consigo espíritos que se espalham ou se organizam; que cantam, choram, sonham ou renascem, ou caminham na espectativa de uma reencarnação, ou no desejo de viajar por outros planetas, buscando servir, aprender... ou talvez procurando o Amor, a Paz, a Luz, os Brilhos!!! Cada Vento tem a mão amiga de um Silfo, de uma Fada e, principalmente, a proteção e a sabedoria de um Arcanjo, de um Anjo para orientá-lo, iluminá-lo, guardá-lo. O Vento do Sul foi confiado a Uriel, Arcanjo das Professias, Anjo dos escritores, intérprete da Lei do Retorno e, talvez por isso, nos mostre nossa "Criança Interior", estimulando-nos a conservá-la. Para tanto, tenta nos falar da inocência, da confiança, da humildade, da paciência, dos sonhos... Entre muitas outras coisas, procura renovar e fortalecer nosso entusiasmo, nossa alegria e nossa fé.
Quando o Vento vem do Oeste, traz a esperança do Arcanjo Gabriel, seu protetor, e o desejo de transmitir apenas boas notícias, conhecimentos úteis, especiais, internos. Em razão disto, coloca em nós a vontade de pensar, refletir, meditar, pois não há nada melhor para um aprendizado correto e para uma comunicação perfeita do que a introspecção.
Se o Vento surgir do Leste, trará toda a liberdade, conquistada através da coragem, do amor e da iluminação, características tão comuns em Miguel, seu condutor. Vento Leste... Vento do Arcanjo Miguel, Vento que o ajuda na limpeza da "psicosfera" da Terra. Vento Leste, Vento de Miguel, Vento de força, de combate, de tantas vitórias! Vento que afasta as dúvidas, os pensamentos negativos e detém o Poder com Bondade e Justiça. Vento Leste, Vento de Miguel... Vento que abre a porta dourada da sabedoria e da Luz, para que possamos entrar em novos níveis de entendimento.
Quanto ao Vento Norte, Vento do Arcanjo Rafael, Chefe da Medicina Celestial e representante dos Anjos da Guarda, transborda de bálsamos e de aromas para restabelecer a saúde física, mental, emocional e espiritual da humanidade. Este Vento ensina a gratidão e canta canções de agradecimento pela sabedoria que possui. Sabedoria esta que pretende derramar sobre quantos a queiram receber. Os Ventos refrescam a Terra, embalam as Águas! Apagam o Fogo, purificam o Ar! Os Ventos levam e trazem as chuvas; amenizam o calor do Sol, contam histórias... Os Ventos varrem as tristezas da Terra e trazem as alegrias dos Céus. Algumas vezes, por necessidade, trazem o sofrimento. Muitas vezes, como presentes, espalham alegrias. "A Voz dos Ventos: a Voz audível do Universo". Bem dizem os Celtas que a Natureza é o lado visível de Deus.
Fico pensando também que as quatro direções dos Ventos nos levam a tantas reflexões... O Norte é sempre o ponto de partida, embora nem sempre seja o ponto de chegada. O Norte é o começo, a origem.
O Leste, lugar da criatividade, da iluminação, por causa do Sol? Por causa do Arcanjo Miguel? Dizem que no Leste construimos nossa Fé, porque sendo ele o laboratório da imaginação, nos permite captar muitas coisas para nosso Espírito, inclusive o Fogo, o Brilho do Sol para nos aquecer a alma, clarear a inteligência e despertar todos os dons que mais se afinizarem às nossas tendências ou aos nossos desejos. O Leste é o lugar ideal para lançar a semente de novos projetos.
Oeste: lugar das promessas e das realidades felizes; da esperança...
Sul: a alegria, a vitalidade, o entusiasmo, a inspiração...
As quatro Direções... Todas levam ao "Caminho"!

Lindo Caminho nesse ano que chega, 2010.


Beijo na alma de vocês


Bruxa Lofn
Verá com melhor nitidez esse site, com os navegadores Mozilla Firefox ou Google Chrome.

Obrigada, pela visita. Beijos de luz violeta na alma.

Tempo real da Terra e da Lua