27/08/2011

Na medicina chinesa um dos conceitos básicos de saúde é: cabeça fria e pés quentes...

Na medicina chinesa um dos conceitos básicos de saúde é: cabeça fria e pés quentes...  

O escalda-pés ajuda a desbloquear o excesso de energia estagnada na cabeça, pescoço e ombros, e assim libera as toxinas, relaxa e diminui o stress, restabelece o equilíbrio fisíco e emocional.

No vaivém do dia-a-dia, 650 músculos e 208 ossos entram em ação para que possamos nos locomover. Responsável por essa complexa engrenagem orgânica, os pés merecem cuidados especiais.
Um dos procedimentos mais conhecidos de tratamento é o popular escalda-pés, aquela receitinha caseira nascida em um passado de poucos carros e longas distâncias para percorrer caminhando.
Além do bem-estar, as mulheres que passam muito tempo de salto alto devem utilizar o tratamento para ativar a circulação. Devemos observar a temperatura da água, que deve estar entre 36ºC e 40ºC", é importante que a água chegue até a canela e esteja quente. De 10 a 20 minutos é o suficiente.
Circulação
A recomendação para se fazer o escalda-pés não é apenas para pessoas que caminham bastante, os sedentários também podem sentir seus benefícios. "Quem passa muito tempo sentado, inclusive no trânsito, também precisa ativar a circulação. 
Também é possível - e recomendável - incluir sais de banho, ervas, óleos vegetais ou essenciais. Pode-se, ainda,  acrescentar sal grosso para desintoxicação.
Além disso, colocar no fundo do recipiente onde será realizado o escalda-pés, algumas pedrinhas ou bolinhas de gude, proporciona uma boa massagem na planta dos pés. Basta pressioná-los sobre estes pequenos objetos.
Esta receita tradicional ajuda a aliviar a pressão dos pés, descansar as pernas, reduzir calos e aliviar o stress do dia-a-dia. Mas ela vai além, pois de acordo com a técnica chinesa da acupuntura, nos pés estão cerca de 70 mil terminações ou pontos nervosos que estão associados aos diversos órgãos do corpo humano. A pressão e o aquecimento desses pontos causam um reflexo imediato no equilíbrio energético de todo o corpo.
A cura pela água
Conhecida como um dos meios mais eficazes de cura, a água é um veículo de calor ou frio, que aplicada ao corpo opera modificações que atingem os sistemas nervoso e circulatório, produzindo o equilíbrio térmico do organismo.
Desde os tempos mais remotos, os antigos já colocavam os pés na água com a finalidade de descansar e recuperar a saúde.

Ingredientes:
  • uma bacia grande
  • água morna
  • essências florais de sua preferência
  • sais de banho variados
  • flores

Dica: Depois do escalda-pés, uma hidratação profunda também vai bem.
Passe um creme específico para a área (menos entre os dedos) e coloque uma meia de algodão por meia hora.
O resultado é um pé macio e cheiroso.

Algumas receitas:
Para relaxar os pés cansados
“Numa bacia com água morna, ponha cinco gotas de óleo essencial de lavanda e duas de alecrim. Mergulhe os pés por 15 minutos e, em seguida, enxágüe-os com água fria”.

Para sumir com a dor de cabeça
Durante 15 minutos, deixe os pés em imersão o mais quente que suportar. Ao mesmo tempo, embeba uma toalha em água gelada, torça-a e coloque-a sobre a testa, a nuca ou onde estiver a dor.

Para aumentar o pique e a energia
Acrescente 15 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta numa bacia com dois litros de água quente. Deixe seus pés de molho por cerca de 20 minutos. Mas atenção: por ser estimulante, esse escalda-pés não deve ser feito antes de dormir.

Para acabar com a micose
Despeje meio litro de água fervente sobre flores secas de calêndula. Coe, despeje numa bacia e ponha 60 ml de vinagre de maçã. Faça todos os dias por 20 minutos.

Para diminuira transpiração
Ponha três gotas de óleo essencial de cipreste numa bacia com meio litro de água morna. Deixe os pés de molho por 20 minutos.

Para aliviar o inchaço nas pernas
Dilua na água duas tampinhas de álcool e duas de sal grosso. Deixe os pés de molho por 20 minutos e enxágüe bem.

Para evitar varizes
Encha dois baldes — um com água fria, outro com água quente. Mergulhe os pés primeiro na água fria, por um minuto, depois na quente, por cinco minutos. Repita o processo durante 15 minutos, terminando na água fria.

- Não pode ser feito em pessoas portadoras de Diabetes (devido a falta de sensibilidade tatil dessas pessoas, é contra-indicado, pois podem se queimar com a água quente e não perceberem...), arteriosclerose ou doença de Buerger (doença que afeta os vasos sanguíneos das mãos, braços, pernas e pés, provocando o seu inchaço (vasculitis) e impedindo a circulação do sangue (isquemia, um problema circulatório).

Fonte: http://anjodeluz.ning.com/group/curanatural

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Verá com melhor nitidez esse site, com os navegadores Mozilla Firefox ou Google Chrome.

Obrigada, pela visita. Beijos de luz violeta na alma.

Tempo real da Terra e da Lua