10/02/2010

O Universo Encantado das Fadas

O Mundo Feérico das Fadas
A palavra fada vem do latim fata, que deriva do vocábulo fatum, que significa fado ou destino.
A palavra fada define um ser fantástico, com forma de mulher, a qual se lhe atribuem poderes mágicos.
Tradicionalmente, definem-se como a representação, numa escala reduzida, das antigas divindades celtas; outras teorias dizem que são uma raça de seres sobrenaturais, uma manifestação de crenças sobre a alma, espíritos da natureza, etc.
No folclore inglês, o termo fada refere-se a um amplo número de seres feéricos: elfos, dragões, sereias, selkies e outros.
Segundo a região que habitam os seres feéricos, podem adotar diferentes nomes: os Brownies, duendes que ajudam nas tarefas domésticas, são parentes dos Bwca de Gales e os Bodach, das Higlands Escocesas.
O Séquito das Fadas Boas e das Fadas Más
Entre os seres feéricos existe uma divisão fundamental, que diferencia as fadas boas, conhecidas pela nobreza de suas obras, das fadas más.
O Séquito Maldito, refere-se as fadas malignas, que utilizam feitiços maléficos para obter seus propósitos; um exemplo disto é a Fada Azul, da Bela Adormecida.São sempre desfavoráveis para os humanos e até podem utilizar seus famosos “golpes de elfos” contra homens e animais.
O Séquito Abençoado, refere-se as fadas bondosas, sendo que suas atividades consistem em doar pão -símbolo da Vida- e sementes de trigo aos pobres, e ajudar aos seus favoritos, entre outras coisas.
Desfrutam dos banhos de água pura e leite, adoram a música, e embriagam-se com o perfume das flores.Com as suas danças formam anéis feéricos e celebram o nascimento dos novos brotos das plantas.
As fadas do Séquito Abençoado, além de se divertir, dançar e cantar, realizam todo tipo de afazeres domésticos, como tecer e cozinhar.
As origens do termo fada, aludem a uma força poderosa que atua sobre os demais seres, em especial ao que se refere ao destino deles.Por esse motivo desde a antiguidade, são invocadas, para que através de seus poderes mágicos esclareçam o presente e revelem o futuro dos seres humanos.
O Séquito Abençoado
De todos os seres feéricos, são doze as fadas deste séquito, e seus nomes são os seguintes:
· Lull, a fada protetora.· Licke, a fada cozinheira.· Skilly, a fada capturada.· Sili Ffrit, a fada que conhece os nomes secretos.· Sib, a fada porta voz.· Habetrot, a fada fiandeira.· Gille Dubh, a fada dos bosques.· Gull, a fada arteira.· Pinch, a fada das mudanças.· Cluricaune, a fada solitária.· Aine, a fada do lago.· Mab, a Rainha das fadas.
Cada uma possui caraterísticas próprias; a hospitalidade é uma das virtudes valorizadas pelas fadas, por isso devem ser bem recebidas: um lar limpo, recém varrido, com um tranquilo fogo no inverno crepitando na lareira, e boa ventilação na casa no verão, assim como também água fresca para beber, leite, pão fresco e macio.
Nos próximos post, da serie “Fadas”, irei explicando sobre cada uma delas e suas particularidades e relações com os humanos.
Também direi como invocá-las e beneficiar-se de sua ajuda, nas diversas áreas de nossa vida, nas quais necessitamos de uma ajuda extra, para viver com mais harmonia.
E por último, estarei mostrando o “Oráculo das Fadas“; como construí-lo e como fazer perguntas a elas.

Lull – A Fada Protetora
Seu nome significa “ninar”, e ela é a babá das fadas bebés; suas qualidades feéricas relacionam-se com o cuidado das fadas menores e a proteção de todas as criaturas que procuram refúgio.
A través de seus poderes mágicos, transmite a sua fortaleza interior e a sua segurança, construindo um manto protetor ao redor da aura de cada ser.
Sob seus cuidados, não ha nada que temer.

Licke – A Fada Cozinheira
Esta fada é especialista na preparação dos alimentos; ela cozinha deliciosos pasteis que entrega aos benfeitores.
Também elabora pão com farinha de trigo, torrada na luz da Lua, prepara rosas açucaradas, e pudins de ervas.As vezes pega emprestado de seus vizinho humanos, farinha de aveia, e depois devolve o dobro pela gentileza; por isso sempre é bom ter aveia guardada no armário.
Suas comidas possuem o encanto dos seus poderes mágicos, e se uma pessoa prova dos seus manjares, fica extasiado pelo se feitiço.

Skilly – A Fada Capturada
Esta Fadinha, foi pega por um camponês enquanto ela dormia; ciumento do seu achado, encerrou-a num galpão, e colocou um gato preto para cuidá-la.Sem saber dos hábitos do país encantado, todos os dias o camponês lhe deixava um prato com sementes e outro com água; obviamente a fada não comia.
Cada dia que passava, ela ficava mais fraca, mas com a força suficiente para criar um plano e escapar.
Começou então a guardar a comida, com a esperança de construir uma arma que a salvaria.
Com a ajuda das aranhas, fiou um tecido ao qual deu a forma de um rato, e depois recheou-o com as sementes acumuladas.
Uma noite, quando o camponês entrou no galpão, ela jogou uma pedrinha, que manteve a porta entre aberta.
Ali colocou o rato para que o gato o visse; apenas o felino o enxergou, saltou e empurrou a porta para pegá-lo.
Enquanto o gato distraiu-se com su falsa presa, Skilly escapou e retornou ao pais encantado.

Sili Ffrit – A Fada que Conhece os Nomes Secretos
Ela é uma das fadas mais respeitadas e temida, pelos maus espíritos, já que pode destruí-los, somente conhecendo seus nomes secretos e as claves mágicas dos seus feitiços.
Desfaz conjuros e encantamentos malignos, mas não pode revelar a ninguém os seus conhecimentos, pois se isso acontecesse, perderia automaticamente os seus poderes.
Por isso, muitos bruxos tentam tirar-lhe as suas faculdades, transformando-se em esquilos do bosque, ou em crianças perdidas, que utilizam inocentes jogos de palavras, para que a fada revele o que não lhe está permitido.
Mas Sili Ffrit descobre o engano e castiga aqueles ingênuos personagens.

2 comentários:

Verá com melhor nitidez esse site, com os navegadores Mozilla Firefox ou Google Chrome.

Obrigada, pela visita. Beijos de luz violeta na alma.

Tempo real da Terra e da Lua