26/06/2010

AS QUATRO PLANTAS SAGRADAS

AS QUATRO PLANTAS SAGRADAS

POR:
Irene Carmo Pimenta



As quatro plantas sagradas são um presente dos espíritos guardiões das Quatro Direções.
Na cultura nativa americana tradicional existem quatro plantas que são especialmente veneradas e utilizadas na vida diária. Segundo os nativos, WAKAN TANKA- O Grande Espírito (Deus - O Criador) os ensinou a usar as ervas naturais: salvia (sage), a erva-doce americana (sweet grass), o tabaco (tobacco) e cedro (cedar) como um lembrete físico da sua Onipotente Presença.

TABACO (
Semah
)


Semah, ou tabaco, é uma das quatro plantas sagradas. Representa a DIREÇÃO LESTE (a mente). Os nativos americanos utilizam uma mistura de tabaco conhecida como kinikinik, ou uma mistura de salgueiro vermelho. É considerada uma das plantas mais sagradas, porque quando é utilizada abre as portas para o contato com Wakan Tanka- o Grande Espírito (Deus – o Criador). Os anciãos da tribo costumam dizer que o tabaco é usado para conectar a humanidade – através da sua fumaça – de suas raízes na Terra à imensidão do céu. Esta planta é muito respeitada e muito honrada. Oferecer o tabaco é uma bela maneira dos nativos prestarem reverência. Cerimônias usando tabaco invocam uma relação com as energias do universo e, com o Criador, e faz com que a ligação entre o reino terrestre e o espiritual não seja quebrada. Existem quatro usos tradicionais do Tabaco:

Prece

Quando colocamos o tabaco no cachimbo sagrado, estamos utilizando-o como um elo de comunicação para o céu, para o mundo onde todos os nossos ancestrais passaram antes de nós. A fumaça não é para ser tragada. Quando a fumaça sobe, ela leva nossas orações com ela até Wakan Tanka (o Grande Espírito) e até todos os nossos ancestrais que passaram para o “outro lado” antes de nós. Os anciãos ensinam que, quando acabarmos a oração, é para espargirmos uma pequena quantidade de tabaco sobre o tambor. Esta é uma maneira de agradecer o Criador por tudo que ele nos deu. O Tabaco pode ser usado diariamente, uma vez que cada novo dia é saudado com orações de agradecimento. Muitos anciãos dizer para segurá-lo nas mãos em orações de agradecimento. Acrescentam igualmente que é melhor segurá-lo em sua mão esquerda, pois este é o lado mais perto do seu coração. (chacra cardíaco)

Oferenda

É uma tradição entre os nativos queimar tabaco antes das tempestades. É utilizado para pedir em oração as poderosas tempestades para não machucar suas famílias. Orar com o tabaco na língua nativa tem muito poder e pode fazer diferença no mundo físico.

Purificação

O tabaco é usado como oferenda nas orações ao Grande Espírito (o Criador), agindo como um meio de comunicação. Ou é oferecido ao fogo, de modo que a fumaça possa levar as orações ele. Pode ainda ser colocado na terra, em um local limpo e agradável. Significa que nos aproximamos humildemente do nosso criador, manifestando a nossa inocência. Os nativos ensinam que quando quisermos falar com Wakan Tanka, devemos oferecer uma planta de tabaco. Os anciãos da tribo levam sempre tabaco consigo para oferecê-los ao fogo ou oferecê-lo de volta à Mãe Terra, em nome do Circulo Sagrado. Os nativos americanos vivem a vida de forma a respeitar o sagrado em tudo. Ao colherem alguma planta da terra, sempre explicam ao espírito da planta, por que isso está sendo feito e oferecem um pouco de tabaco em troca da generosidade e ajuda que a planta colhida partilha livremente.

Purificar-se e trabalhar com a mente clara e o coração limpo. É preparar o terreno para conviver com o próximo. Os nativos sabem que se fizerem o bem (caminhando na beleza), as coisas boas chegarão. Às vezes, os anciãos usam água no lugar do tabaco para os rituais de purificação. É uma forma de manifestar agradecimento ao Criador e a Mãe Terra que se doa para nós. A água é filtrada através da areia.

Respeito

O Tabaco deve ser utilizado com respeito e seriedade. O Tabaco Sagrado é usado para orações de gratidão ao Grande Espírito e como forma de agradecer a nossa Mãe Terra pelas muitas bênçãos recebidas, tais como boa saúde, grande pesca e de boas colheitas. Os nativos oferecem tabaco e preces nas colheitas e quando caçam para alimentar a tribo, em sinal de respeito. Deveríamos seguir seu exemplo, pois ao honrar todas as nossas relações demonstramos que não esquecemos o nosso lugar dentro da teia da vida. Quando você oferece tabaco à outra pessoa é um pedido para que você e a pessoa se tornem um só coração, uma só mente, um só espírito. O tabaco é oferecido quando você pedir a alguém para fazer uma cerimônia para você, seja um toque de tambor ou um cântico, uma defumação (smudging cerimony), uma sauna sagrada (sweatlodge cerimony) ou a cerimônia do cachimbo sagrado (sacred pipe cerimony) ou qualquer outra cerimônia. Isso significa que você e a pessoa que está fazendo a cerimônia são um só em coração mente e espírito.

Outra maneira de utilização do tabaco é para criar o sentimento de união e harmonia em uma reunião de pessoas. É que Le também serve para “curar” os relacionamentos. O tabaco ajuda a curar feridas emocionais e promover o perdão entre pessoas que estão em desacordo.Entre os nativos norte americanos, se uma pessoa não tem dinheiro para comprar algo (uma bolsa por exemplo) e ela oferecer um pouco de tabaco a troca é efetuada. E a sacralidade do ato que conta, não a quantidade. A pessoa que esta vendendo pode decidir aceitar ou rejeitar o tabaco.

Alguns anciãos da tribo oferecem tabaco para todos aqueles que vão visitá-los. O tabaco é dado aos idosos, quando um está buscando aconselhamento. É sempre bom para oferecer tabaco quando procuram conhecimento ou aconselhamento de um idoso ou quando acontece uma canalização. Esta atitude mostra gratidão e respeito pelo ancião cujos conselhos você está procurando. O tabaco é oferecido como forma de apreciação ao ensinamento dado por um ou até mesmo de uma pessoa mais jovem se a pessoa que oferenda reconhece o valor no que foi dito. É uma forma de demonstrar respeito e gratidão.

Uso Apropriado

As Plantas Sagradas são poderosas, mas quando usadas ou desrespeitadas, seu poder pode ser destruidor. O tabaco pode ser um curandeiro ou um destruidor. Depende de como e com que freqüência ele é utilizado. Quando usado de uma forma sagrada, ele pode promover a boa saúde e ajudar com orientação espiritual e de crescimento. Quando o tabaco é usado de forma ritualística ele se torna sagrado. Nos velhos tempos, o tabaco foi a mais santa das plantas e os mais sagrados objetos de cerimonial. O Criador é o espírito do tabaco. Quando utilizado com respeito e honra através do cachimbo, a fumaça envolve o espírito do homem e depois viaja para o céu, carregada com gratidão. Por centenas de anos, o povo nativo foi ensinado essa maneira santa e poderosa de se conectar com seu Criador. Se utilizado corretamente, o tabaco pode melhorar seu espírito, sua mente e trazer bem estar físico.

Uso Abusivo

Quando não for utilizado no caminho sagrado, o tabaco pode ser muito prejudicial. O tabaco comercializado é um veneno que contém mais de 4000 substâncias químicas. A cultura dominante explora o tabaco para comercializar e glamurizar o uso abusivo do cigarro. Quando o tabaco é usado como uma droga: fumar diariamente ou mastigar, não está sendo usado em uma maneira sagrada e ele perde o seu poder, pode ao contrário, ser muito destrutiva. Em todo o mundo, cerca de sete pessoas morrem a cada minuto, porque abusam do tabaco. Mesmo entre os nativos americanos existe este abuso, fruto de uma desvirtuação de costumes, pelo contato com a cultura dominante. Se abusarmos de uma planta sagrada, corremos o risco de desconexão espiritual. Muitos anciãos sentem que qualquer uso de tabaco que ocorre fora da cerimônia é uma afronta ao Criador. Pense nisso! Nada que é comercializado, quimicamente modificado e vendido de forma maciça pode ser sagrado.

O VERDADEIRO TABACO



É importante lembrar que o Tabaco Nativo é uma espécie diferente: Não é o fumo de tabaco que você encontra em lojas e armazéns. O tabaco comum (como o utilizado em cigarros) não é uma planta sagrada. Existem mais de 60 espécies dessa planta. O utilizado no caminho sagrado é uma não contém nicotina ou outras propriedades tóxicas. Tem o seu nome verdadeiro pronunciado em língua nativa que deve ser pronunciado nos rituais para que seja evocado realmente o “espírito da planta”. Para que a cerimônia tenha é necessário saber como o tabaco foi plantado, colhido e preparado.

Cultura do tabaco

Para usa o tabaco adequadamente é necessário saber o seu verdadeiro nome nativo. Quando o tabaco é cultivado na terra, você sabe que está limpo. Deve ser plantado segundo a maneira ensinada pelos antigos anciãos das nações indígenas. Para que o tabaco possa crescer de uma maneira sagrada, temos de re-estabelecer os vínculos entre nós e a terra, céu, plantas e animais. Métodos tradicionais devem ser utilizados na preparação da terra e das sementes.

Temos de estar conscientes das razões que estão por trás disso, e do porque as coisas devem ser feitas dessa forma. Uma preparação adequada para o plantio, o uso de pedras sagradas na plantação, reconhecer os nossos sentidos, para que permaneçam atentos, estar em conexão com o Criador...

O tabaco é parte do nosso patrimônio cultural de um povo, não devemos, pois utilizá-lo de forma leviana e sem o verdadeiro conhecimento de seu pode de cura, cicatrização, sua força cerimonial nas orações.

Aos “pseudos-xamãs” fica um aviso: Parem de abusar do tabaco e comprometam-se a aprender a forma correta e sagrada de utilizá-lo. Façam a distinção entre o tabaco comercial e o sagrado. Como todos os medicamentos, quando tratados com respeito, o tabaco é útil. Quando tratados com desrespeito, é perigoso.

CEDRO (Keezhik)



O CEDRO representa a DIREÇÃO SUL (a alma). As folhas são limpas a partir do caule e separadas em pequenos pedaços, que são usados de diversas maneiras. Quando queimado, o Keezhik age como um purificador, limpando a área em que é queimado exalando um agradável aroma. Pedaços de árvores de cedro são queimados pelos nativos enquanto rezam para o Grande Mistério, e também para abençoar as suas casas. Sua fumaça também é soprada sobre um doente para expulsar a doença. Na medicina tradicional nativa, um vapor feito pela decocção de ramos da árvore de cedro é utilizado para combater o reumatismo.


Esta planta sagrada trabalha tanto como um purificador, como uma maneira de atrair boas energias. Muitas mulheres nativas mantêm o cedro no seu bolso esquerdo. Quando você respira o aroma do cedro você vai ter coragem e resistência para sobreviver. Existe uma razão para isso e faz parte dos costumes tradicionais da Grande Nação... !


SALVIA (Sukodawabuk)



A SALVIA (Sukodawabuk) é também conhecida como “sábio”, e é utilizada da mesma forma como Keezhik (cedro). É queimada como um purificador,mas quando comparado com o aroma de “pinho” do cedro, a sálvia tem um“que” de tempero. Representa a DIREÇÃO OESTE. É usado pelos povos nativos para fazer suas orações ao criador como um pedido de ajuda.

Existem muitas variedades de Salvia e todas são eficazes na defumação (smudging). O smudging é uma maneira de utilizar a fumaça da queima de ervas para purificar o corpo, um objeto, ou uma determinada área de influências negativas. Muitos nativos americanos utilizam os vários tipos de salvia para fins medicinais, bem como cerimônias religiosas. A queima de Salvia nas cerimônias de defumação é para expulsar espíritos malignos, pensamentos e sentimentos negativos, e para manter entidades negativas à distância. A raiz é utilizada pelos nativos de três formas: como um anti-convulsivo, em feridas para parar de sangrar, e como um estimulante. As cinzas são utilizadas como cataplasma sobre feridas crônicas.

Abusos

Têm ocorrido muitos abusos na utilização desta planta sagrada.. Muitos a utilizam em qualquer maneira sem uma verdadeira compreensão sobre o seu poder. Não é adequado ou respeitoso o excesso de utilização. A Salvia não é apenas um incenso “new age” – e utilizá-la simplesmente como um incenso é desrespeitoso e só trará prejuízos para aqueles que fazem. Não vai afastar espíritos perturbados, não serve para ver a “cor da aura” ou "limpar cristais" como fazem alguns “esotéricos de plantão”. Não é “mais um objeto mágico”. Esse pensamento é errado e imaturo e demonstra total desconhecimento das verdadeiras tradições nativas. A Salvia é uma planta sagrada que tem uma função ritualística importante e utilizá-la apenas para “criar um clima xamanico” como fazem alguns “falsos xamans” pode trazer mais danos que benefícios. Só aqueles que estão bem fundamentadas em valores tradicionais Nativos e que devem utilizar essa erva em um caminho sagrado.

Se você for utilizar a salvia (a mais usada aqui no Brasil é a salvia branca) para uma limpeza energética ou defumação certifique-se que ela tem uma origem idônea. Agradeça ao espirito da planta que se doou a você e mostre profundo respeito pelo ritual que irá realizar.





SWEET GRASS (Weengush)


A SWEET GRASS (erva doce americana) é utilizada dentro do caminho sagrado para purificar a mente, corpo e espírito. É considerada sagrada, porque é um símbolo da purificação. Representa a DIREÇÃO NORTE (o corpo). Os anciões dizem-nos que o aroma dessa erva é agradável para ao Criador que irá erramar bênçãos sobre a cerimônia atendendo as preces. A sua fumaça é considerada desagradável para todos os seres malignos e inibe os seus poderes. Esta planta desempenha um importante papel nas cerimônias de significado espiritual.

Quando Weengush é utilizado na cerimônia, cada pessoa é orientada para levar a fumaça, primeiro ao seu coração (sentimentos), depois a sua cabeça (pensamentos), em terceiro lugar ao redor seu corpo (físico) e, finalmente, voltar a fumaça de seu coração. A oração pronunciada durante este processo é:

"Grande Mistério, por favor, purificar-me da minha negatividade
e enche-me com as energias positivas do amor,
de modo que, eu seja curado
e possa ajudar a curar a nossa Mãe Terra."


A erva é trançada e isso tem um significado especifico: mente, corpo e espírito. Na tradição nativa muitos objetos sagrados e culturais são feitos de Weengush.

Uma trança de sweet grass é colocada tradicionalmente nos cintos dos dançarinos da tribo. Os fios coloridos que pendem dos cintos simbolizam que eles nunca deixarão de honrar as suas funções e a trança do sweet Grass simboliza o vento. O sweet grass também é utilizado para fazer cestos.

Abusos

Os anciões nos dizer que "Sweet Grass” é o cabelo de nossa Mãe Terra, cada fio sozinho não é tão forte como quando trançado juntos." A trança representa para os nativos a grande força da união da tribo – que recusou-se a dividir-se.

Muitas empresas de olho no movimento “new age” colhem sweet para uso comercial. Eles não têm respeito, colhem na época errada, puxando pela raiz, fazendo com que a planta não cresça novamente. Quando os nativos colhem ervas medicinais e sagradas, o fazem com respeito. Nunca colhem mais de 10% do que está lá. Só o fazem em determinadas épocas do ano e sempre oferecem um pouco de tabaco à terra em forma de gratidão. Ninguém deve comprar sweet grass, a menos que seja absolutamente certo que a Terra não tenha sido "violada" para obtê-lo. Colher ervas sagradas ou é um processo muito complicado. Não deve ser feito atropeladamente com fins lucrativos. Deve se ter o cuidado de se ter a presença de um ancião que tenha conhecimento sobre as plantas e possa “falar” com elas.Isto não pode ser feito de forma tão rápida e eficiente como a maioria dos consumidores gostariam. As raízes de uma planta erva doce são muito frágeis e podem ser facilmente deslocadas na colheita da erva. Há lugares no Norte dos Estados Unidos onde o sweet grass já não pode crescer porque não foi colhida de maneira adequada durante muito tempo. Se você não sabe com certeza que os cuidados foram tomados na colheita é melhor não comprá-la. A erva deve sempre ser tratado com respeito e dignidade. New Age Práticas como a venda de guirlandas de Natal feitas de Sweet Grass é considerada um sacrilégio pelos verdadeiros nativos. Não apóiem essa prática.

Pense nisso. O sagrado Weengush representa o cabelo de Nokimis Akiin (a grande avó – a mãe terra)! Você realmente deseja ter alguma coisa a ver com um cabelo que é puxado a pela raiz?

Algumas dessas pessoas ligadas aos movimentos “new age” devem sempre lembrar que os fins não justificam os meios. Algumas destas pessoas procuram onde se pode comprar objetos sagrados. Eles não entendem que o objeto não é sagrado. A planta só “torna-se” sagrada se for evocada na língua nativa, por um ancião que tenha direito de fazê-lo. Nativos e não nativos ainda precisam aprender tanto sobre como devem prestar atenção no processo. Deve ter integridade! O plantio, a colheita, o que existe por traz de todo o processo.

GRATIDÃO

As plantas sagradas têm um papel especial a desempenhar na nossa vida.
Precisamos manter a idéia de gratidão sempre presentes na nossa mente. Não podemos manter os nosso espírito de visão cósmica vivo sem apreciar
plenamente o conceito de gratidão. A utilização adequada das nossas
plantas sagradas nos ajuda a transmitir o significado de gratidão. Sempre que
tomamos uma coisa, temos de nos lembrar de dar. Temos de ser capazes
de agradecer antes de receber. Para compreender que a vida é um dom e que
tudo o que vem com ele - os nossos êxitos e as nossas derrotas - é
realmente um dom de si mesmo. O tabaco é o que é oferecido de volta à

Nokimis Akiin – A Grande Avó – a mãe terra. “Quando encontramos
uma pluma ou recolhemos medicamentos, nós o levamos conosco
como um dom recebido dela. Oferecemos tabaco em gratidão. Quando
caçamos animais, oferecemos tabaco à terra e ao Espírito Chefe daquele
(Manitou) da planta ou animal que estamos pedindo para dar
de si mesmo. Também oferecemos tabaco quando atravessamos um
rio, antes de trovoadas quando alguém morre, quando vemos uma águia. Esta
idéia de gratidão é o que nos une como povo nativo e nos mantém
fortes. Os quatro ervas sagradas completam o ciclo de vida. Sua
fumaça é utilizada para purificar a mente, espírito, corpo e alma. Eles
podem retirar forças negativas e refrescar-nos. Para atingir a
honestidade dentro de si, para reconhecer quem e o que você é.

Faça isso e você pode ser honesto com todos os outros.”

(Um homem sábio da Grande Nação Sioux)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Verá com melhor nitidez esse site, com os navegadores Mozilla Firefox ou Google Chrome.

Obrigada, pela visita. Beijos de luz violeta na alma.

Tempo real da Terra e da Lua