27/07/2007

Alquimia

Bruxa Lofn

Desejo-me a mim mesma no corpo etério de uma mulher sublime, como preciso do ar que respiro.
Desejo ver-me e sentir-me inteira no meu corpo completo como se reinventasse outro ser...
E como se os meus sentidos fossem mágicos desdobrar-me... e do ar, do éter ou do prana, pela força do meu anseio aparecesse um novo ser que me amasse até à consumação.
Queria que por magia, eu própria me transformasse em substância etéria e libertasse a minha alma da escravidão desde corpo denso de pele e desejo...
Queria ser águia e vencer o dragão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Verá com melhor nitidez esse site, com os navegadores Mozilla Firefox ou Google Chrome.

Obrigada, pela visita. Beijos de luz violeta na alma.

Tempo real da Terra e da Lua