19/09/2010

Reflexologia - Parte II

reflexo1Técnicas Básicas Para as Mãos - Andar com os Polegares: 1 Erga os dois polegares diante de si e dobre-os um de cada vez pela primeira articulação.

reflexo2

2 O movimento terapêutico está na pressão descendente exercida com o polegar dobrado, À medida que pressiona e avança, ponha ênfase na sua acção. Use apenas uma mão: a outra segura e apoia o pé ou a mão em que está a trabalhar.

reflexo3

3 Deslize para a frente enquanto endireita o polegar. Continuará a fazer alguma pressão à superfície e a manter o contacto, mas a principal intenção é avançar. A técnica de andar com o polegar é por vezes chamada andamento de lagarta.

Rotação

reflexo4

1 Pouse o polegar (ou outro dedo) num ponto da sua mão, ou pé, e faça uma rotação suave. Experimente exercer um pouco mais de pressão. Use esta técnica quando quiser trabalhar um ponto de pequenas dimensões.

Técnicas de Massagem nos Pés


Não existe uma sequência pré-determinada para estes movimentos. Quando os tiver aprendido, reúna-os como quiser e adapte-os ao indivíduo com quem está a trabalhar, conforme sentir que é apropriado. Os primeiros são bons como introdução e deve sempre rodar os tornozelos, já que isso desbloqueia o fluxo sanguíneo e nervoso entre o tornozelo e o pé.


Andar Com os Dedos
Esta técnica é semelhante à técnica de andar com os polegares, que se encontra nas técnicas de massagem nas Mãos, mas utilizando um ou mais dedos.

reflexo5

1 Andar com o dedo indicador.

reflexo6

2 Andar com os três dedos do meio juntos.

Apontar

reflexo7

1 O apontar apenas se usa para reflexos profundos ou menos acessíveis aos quais não se chega com a rotação. Pode usar o polegar e os dedos em associação. Com a mão no ar aproxime e afaste os dedos e o polegar, como uma pinça. Em seguida coloque a sua mão sobre o pé ou a mão e pressione profundamente os tecidos com o canto interno do polegar. Faça isso numa zona bem almofadada, senão pode magoar o receptor.

Segurar e Apoiar

reflexo8

1 Use sempre uma das maos para segurar firmemente o pd ou a mão em que trabalha, para transmitir segurança ao seu parceiro e para o ajudar a executar estas técnicas com correcção e com sensibilidade. Ponha a mão de apoio junto da que trabalha e não na outra extremidade do pé, o que poderia transmitir insegurança.

Para Conseguir Uma Boa Respiração e Descontrair o Reflexo Do Plexo Solar

reflexo9

Pegue nos dois pés e coloque os polegares a meio da linha do diafragma, onde existe uma depressáo natural, ou um lugar que cede quando se pressiona suavemente. Peça ao seu parceiro que inspire e, depois, solte a respiração. Enquanto ele inspira, faça pressão suavemente com os polegares quando expirar, alivie. Repita várias vezes, deixando-se guiar pelo seu parceiro, num ritmo que lhe agrade.

Para relaxar o diafragma

reflexo10

Este movimento assemelha-se ao de tirar uma imperial. Agarre o pé com a mão exterior (a mais próxima do dedo mínimo), puxe-o para baixo sobre o polegar da outra mão e volte a levantá-lo. Em seguida, mova o polegar para o lado e repita o movimento. Volte a repetir até ter coberto toda a linha de fronteira da almofada plantar, onde esta se encontra com o arco do pé (linha do diafragma).

Torção da coluna

reflexo11

A mão do tornozelo mantém-se quieta enquanto a outra, mais abaixo, se move para a frente e para trás, transversalmente ao peito do pé, em redor do arco plantar e para trás.

Rotação dos dedos

reflexo12

Comece pelo dedo grande, agarrando-o com firmeza (mas sem apertar) e rodando-o suavemente. Faça o mesmo movimento com cada dedo.

Movimentos rápidos e vigorosos

Usam-se para estimular tecidos preguiçosos ou ajudar a “trazer à terra” uma pessoa ensonada no fim de uma sessão. Em todos estes movimentos as duas mãos movem-se em direcções apostas.

reflexo13

1 Massaje os lados dos pés, percorrendo-os em toda a extensao, para cima e para baixo, com as mãos.

reflexo14

2 Com as palmas viradas para cima, de ambos os lados do pé, mova-as rapidamente para a frente e para trás, para exercitar e soltar o tornozelo. Se o movimento for correctamente executado, o pé abana.

Amassamentos

reflexo15

1 Com um movimento semelhante ao amassar do pão, trabalhe a planta do pé com a secção inferior dos dedos e não os nós dos dedos. Use a outra mão para apoiar o peito do pé, coma se mostra.

reflexo16

2 A partir da posição inicial, mova agora as mãos alternadamente para cima e para baixo, da planta para o peito do pé, de modo a faz-lo tombar de um lado para o outro, Tenha cuidado para não torcer o tornozelo.

Rotaçao de tornozelo

reflexo17

1 Rode o pé várias vezes no sentido dos ponteiros do relógio, com cuidado para não forçar tornozelos rígidos, mas exercitando a articulação.

reflexo18

2 Repita a rotação do tornozelo no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio.

Movimentos de Extenção

reflexo19

1 Para o peito do pé, puxe os polegares lateralmente para fora, sem mexer os outros dedos.

reflexo20

2 Repita o primeiro movimento descendo pelo pé de cada vez que repetir.

reflexo21

3 Rara a planta do pé, comece na mesma posição mas desta vez mova os dedos para os lados, sem mexer os polegares.

reflexo22

4 Por fim, massaje a almofada plantar com os polegares.

Induzir Um Sono Repousante


Tirará melhor partido de uma noite de sono se relaxar o corpo e descontrair os músculos antes de se deitar. De outro modo acordará rígido, com dores no corpo ou na cabeça, e pouco fresco, podendo mesmo despertar a meio da noite sem conseguir retomar o sono.Através da massagem e da estimulação dos reflexos melhorará a circulação o que, por sua vez, acelera a eliminação de produtos tóxicos por parte do organismo, Desse modo, estará a fazer tudo o que pode para melhorar os sistemas do organismo e a tirar o melhor partido das propriedades reparadoras do sono. É importante massajar bem os pés do seu parceiro durante o exercício. Indua sempre rotações do tornozelo, uma vez que relaxam a zona. Todos os vasos sanguíneos e nervos do pé passam pelos tornozelos, pelo que é muito importante que se movam livremente, sem estarem constringidos por excessiva tensão.

reflexo23

1 Para relaxar o diafragma, segure o pé com a mão de fora, baixe-o ao encontro do polegar da outra mão e voltea erguê-lo. Dê um passo ao lado com o polegar e repita o movimento até ter atravessado o pé, seguindo a linha de demarcação da almofada plantar onde esta se junta ao arco (linha do diafragma).

reflexo24

2 Percorra toda a linha do diafragma com o polegar. O relaxamento do diafragma é especialmente importante uma vez que ajuda a descontrair todo o corpo e a estabilizar a respiração.

reflexo25

3 Percorra o reflexo da coluna com o polegar, do calcanhar ao dedo grande. Não se esqueça de apoiar o pé, neste caso, apoie a parte de fora do pé com a outra mão.

reflexo26

4 Repita o movimento descendo pelo reflexo da coluna. Suba e desça várias vezes, abrandando para localizar eventuais zonas contraídas ou doridas e faça rotações suaves nesses locais.

reflexo27

5 Percorra a parte de trás dos dedos com o polegar; faça-o com cuidado porque é provável que essa zona esteja bastante dolorida.

Fontes: http://www.sensiart.com/Paginas/Massagem/Reflexologia_Massagem.htm
http://www.copacabanarunners.net/reflexologia.html
http://paginas.terra.com.br/saude/energiadocorpo/html/reflexologia.htm
http://bonsfluidos.abril.com.br/livre/edicoes/0061/canal3e/a.shtml
http://areflexologia.com/index.php?option=com_content&task

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Verá com melhor nitidez esse site, com os navegadores Mozilla Firefox ou Google Chrome.

Obrigada, pela visita. Beijos de luz violeta na alma.

Tempo real da Terra e da Lua