19/09/2010

Regressão de Memória

regreA regressão de memória é uma técnica, bastante antiga, que foi utilizada e restrita somente a sociedades esotéricas fechadas. Hoje vem sendo pesquisada, na área psicológica, de uma maneira científica e empregada na resolução de comportamentos inadequados de causas aparentemente desconhecidas.Quando pensamos em regressão, várias perguntas brotam em nossa mente: O que é regressão ? Regressão é a busca, em seus arquivos de memória, de situações traumáticas que vivem em nosso inconsciente, dando origem a distúrbio físico ou comportamento emocional inadequado que a pessoa tende a repetir mesmo que, conscientemente, não o deseje. Porque regressão ? Por que nela não há somente a lembrança do fato traumático mas, principalmente, a sua vivência, que é a maneira mais efetiva de conseguirmos modificar as gravações que dele derivam e nos acompanham, dificultando o nosso desenvolvimento.

Para que regressão ?

Para buscar estas situações primárias que, uma vez conscientizadas e vivenciadas, perdem sua intensidade de atuação sobre o indivíduo. Para que a pessoa possa se liberar das conseqüências desagradáveis resultantes desta situação traumática original.

Todo comportamento inadequado, seja ele físico (doença psicossomática) ou emocional é resultante de uma defesa estruturada realizada sem o concurso da razão. O objetivo é fazer com que o indivíduo possa ser livre para escolher racionalmente o comportamento que realmente lhe convém.

Quando fazer regressão ?

Sempre que detectamos, em nós, comportamentos repetitivos indesejáveis, sem causa lógica, que se impõe de uma maneira praticamente incontrolável, assim como: medo, irritabilidade, dificuldade de desempenho diante de situações específicas, etc.

Em resumo, quando a nossa reação não apresenta um fundamento lógico e real aparente, causando problemas de relacionamento e atuação desajustadas no ambiente em que vivemos, dificultando o nosso aprendizado, crescimento e desenvolvimento.

Por exemplo, sentirmos medo de um cachorro bravo é um comportamento natural de preservação. Porém, sentirmos este mesmo medo diante de um cachorrinho manso, denota uma reação deturpada frente a um estímulo.

Nascemos para ser livres e certas situações que não conseguimos controlar nos tolhem esta liberdade.
No caso anterior, esta pessoa não é livre para conviver em ambientes onde existam cachorros (poderá perder até mesmo uma pessoa que gosta muito, pelo fato de ter medo de ir a casa dela onde existe um pequeno e simpático cachorrinho).

Até que idade é possível regredir?

Em princípio, podemos regredir para qualquer idade, porque temos gravado todos os fatos de nossa vida desde o útero materno.

A regressão abrange vivências anteriores ?

Não há maneira científica de se provar a existência de outras vidas. Porém, existe em nosso inconsciente, gravações de histórias inteiras, de origem desconhecida, que interferem diretamente em nossa vida e dão origem a vários comportamentos e tendências que temos hoje.

Se estas histórias provém ou não de vidas passadas, não importa muito, o que importa é que conscientizando-as e vivenciando-as, a pessoa se torna mais apta a modificar estas situações que, em síntese, são provocadas pela própria pessoa.

A minha crença, que não posso impor a ninguém, porque não há comprovação científica, é que somos o resultado de situações e aprendizados realizados em um longo caminho percorrido durante várias vidas.


Como é feita a regressão ?

Pode ser feita individualmente, através de técnicas esotéricas, ou pode ser feita acompanhada por alguém que saiba induzí-la.

Como são empregadas estas técnicas ?

Sempre buscando um estado alterado de consciência, através de uma pulsação cerebral reduzida. Individualmente ela é conseguida através de técnicas progressivas, principalmente aquelas ligadas ao yoga, em que a pessoa vai treinando lentamente até atingir o grau necessário.

Com acompanhamento, pode ser feito através da narco-análise, hipnose ou relaxamento profundo.

Na narco-análise o indivíduo ingere certas drogas que o levam à inconsciência, portanto, há sempre o risco de dano físico.

Na hipnose e no relaxamento profundo o indivíduo é levado a um estado alterado de consciência, através de técnicas psíquicas; porém, na hipnose não há lembrança, nem consciência do que se vivencia.

No relaxamento profundo a consciência é preservada durante todo o processo.

Finalizando, gostaria de dizer que a experiência mostra que a regressão é uma arma útil no combate aos bloqueios, um instrumento mágicko de auto-conhecimento e, consequentemente, de auto-desenvolvimento.


Regressão ou Terapia Regressiva da Memória

O que pode ser tratado com a Terapia Regressiva? Praticamente qualquer problema existencial, psicológico (ansiedades, depressões, fobias, timidez, insegurança, dificuldade para engravidar, dificuldades de relacionamento, dificuldades em geral) ou orgânico (úlceras, gastrites, torcicolos freqüentes, dores sem explicação, enxaquecas, alergias, casos de câncer, doenças auto-imunes, etc.). Um fato impotante é que o profissional, na Terapia Transpessoal, é visto como facilitador de um processo de auto-descobrimento.

REGRESSÃO DE MEMÓRIA: TERAPIA REGRESSIVA
Luiz Augusto Brauner
Psicoterapeuta

"Precisamos aceitar o universo como ele é, e não impor a ele aquilo que acreditamos que ele é ou pensamos que deveria ser. Nossas teorias precisam lidar com os fatos em sua totalidade, e não com uma seleção de fatos conveniente que se ajuste a nossa visão de mundo e a nosso sistema de crenças. (...) "Stanislav Grof A regressão de memória vem sendo utilizada pela humanidade há centenas de anos e no século vinte começa a ser resgatada como método terapêutico. No antigo Egito era utilizada nos rituais secretos de iniciação, pelos sacerdotes. Com esse método eles tinham acesso a outros níveis de consciência e obviamente a outras informações que no estado comum de consciência, no estado de vigília, não se tem habitualmente.

Hoje a Psicologia Transpessoal resgatou está técnica e a vem utilizando como método terapêutico, com muito êxito, para várias patologias. Inclusive para problemas orgânicos. É claro que se tivermos uma visão holística para entender o ser humano, compreenderemos que o orgânico não está separado do psíquico. O holismo vê o ser humano como uma estrutura bio-psico-sócio-espiritual. Os problemas orgânicos nada mais são do que uma consequência do todo. Não podemos continuar entendendo o ser humano do ponto de vista puramente mecanicista, pois esta abordagem limita os métodos de intervenção para se obter a cura. Esse método acha que somente atuando sobre a matéria se poderá resolver um problema orgânico.

Mas se o homem é um ser bio-psico-sócio-espiritual, o mais lógico é que se tente abordá-lo por todos os aspectos. E porque não ? Por puro preconceito, enquanto se deixa muitas pessoas sofrendo ou até morrendo para se defender uma visão "científica" que se aprendeu na faculdade e que nunca se questionou. Hoje sabemos que toda a matéria é a energia, e nós humanos também o somos. Está aí, há mais de 200 anos, a Homeopatia para provar isso, cujo efeito curativo, basicamente é obtido através da energia dos medicamentos homeopáticos "corrigem" as energias das pessoas enfermas. O mesmo ocorre com a acupuntura que depois de 5000 anos, a medicina "científica", tradicional decidiu reconhece-la como especialidade médica. Os resultados da acupuntura ninguém mais duvida, pois até anestesia se pode fazer com está técnica. Particulamente acho que para se ajudar uma pessoa enferma, se necessitar usar fitoterapia, homeopatia, acupuntura, quiropraxia, halopatia e algum tipo de psicoterapia, inclusive a Terapia Transpessoal (entre ela a Terapia Regressiva), por que não fazê-lo?
Se o ser humano é um complexo bio-psico-sócio-espiritual, temos que, em alguns casos, atacá-lo por todos os lados, até, às vezes, pelo espiritual, se realmente desejamos ajudá-lo. O problema é que a medicina e a psicologia tradicionais vêem o homem com um ser bio-psico-social, não considerado o fluxo de energia que existe nele nem o seu lado espiritual. As patologias ou as disfunções estão relacionadas a bloqueios ou excesso de energia num determinado local. Mas a medicina tradicional fica insistindo em somente tratar a matéria, por exemplo: se há uma infecção se receita um antibiótico. O médico está tão habituado e treinado para fazer isso que nunca se pergunta o que aconteceu a esta pessoa para ter alterado seu sistema de fluxo energético, que lhe causou um baixa resistência imunológica, que terminou nessa infecção. Normalmente estas alterações são causadas por problemas emocionais.

As terapias tradicionais, como a psicanálise, buscam a compreensão intelectual do trauma ocorrido no passado. Ou seja, tentam fazer o paciente regredir à situação traumática para elaborá-la, porque todo o sintoma já é uma manifestação regressiva de uma energia que ficou bloqueada no momento do trauma. Só que muitas vezes esse regressão é parcial porque a revivência emocional é muito fraca. Na maioria das vezes não chega haver uma descarga (catarse) completa. Isso pode levar muitos meses ou até anos para se conseguir, porque o paciente está no seu estado habitual de consciência. Na Terapia Transpessoal, em especial na Terapia regressiva, o paciente está num estado incomum de consciência que se consegue através de técnicas de relaxamento ou de respiração. Sua consciência fica ampliada e ele com relativa facilidade pode reviver literalmente a situação traumática original, chegando assim, rapidamente a origem do problema. Esta origem pode estar num passado próximo, na infância, no período peri-natal, durante a gravidez, no momento da fecundação, ou ainda num passado mais remoto, como em outras vidas, espaços intermissivos (entre uma vida e outra), ou ainda em outras dimensões. O material que surge numa vivência regressiva pode aparecer de forma simbólica ou até fantasiado, mas isso não importa.

O que importa é que na regressão seja vivenciado a emoção que está ligada ao trauma original. Em relação ao período da concepção gravidez, parto e puerpério, que é um momento muito significativo, porque muitas situações passadas são aí reativadas ou até criadas e futuramente irão repercutir no desenvolvimento mental desse novo ser que está se formando. Nos demos conta que esse é um momento onde podemos interferir positivamente, para demonstrar isso estamos editando um livro que se chama "GRAVIDEZ, um momento fundamental", onde são exemplificados como se pode fazer isso. É um livro dedicado a futuros pais, avós, médicos obstetras, parteiras, psiquiatras, psicólogos, etc. Quando na regressão, a pessoa entra nas situações traumáticas, tem descargas (catarses) e "in sights" em três níveis: físico, emocional e intelectual. Isso acelera o processo de cura. Algumas vezes a pessoa sai da sessão de regressão já sem o sintoma que a incomodava, outras vezes leva alguns dias para ir desaparecendo.

A partir de que idade pode se fazer regressão? Praticamente, a partir dos 5 anos, isso está muito bem demonstrado no livro "Crianças e suas vidas passadas", de Carol Bowman, terapêuta regressionista americana. Quando a criança é menor e não consegue relaxar, e isso é interessante, pode-se fazer a regressão com a mãe - e a criança melhora. Já fiz regressões, também, com pessoas com mais de 70 anos, mas cada caso é um caso e deve ser avaliado cuidadosamente. O que pode ser tratado com a Terapia Regressiva? Praticamente qualquer problema existencial, psicológico (ansiedades, depressões, fobias, timidez, insegurança, dificuldade para engravidar, dificuldades de relacionamento, dificuldades em geral) ou orgânico (úlceras, gastrites, torcicolos freqüentes, dores sem explicação, enxaquecas, alergias, casos de câncer, doenças auto-imunes, etc.).

Um fato impotante é que o profissional, na Terapia Transpessoal, é visto como facilitador de um processo de auto-descobrimento. A pessoa tem que estar disposta a realmente querer se conhecer e não ter medo de se questionar. Não existe nenhuma mágica nesse processo, nem o terapeuta conseguirá fazer milagres, tudo depende da pessoa, realmente, querer melhorar. As vezes, é necessário associar outras técnicas à regressão. O tempo de terapia normalmente é bem menor em relação às terapias tradicionais.


REGRESSÃO DE MEMÓRIA E O PROCESSO DE ASCENSÃO
Cassyah Faria
Psicoterapeuta Holística

A humanidade é uma reunião de almas com múltiplas experiências no conjunto de suas vidas através do tempo e do espaço. Os que assimilam com naturalidade a idéia da reencarnação sabem que as muitas existências são fatores determinantes de suas personalidades, seus problemas existenciais, mas também de suas virtudes e talentos, pois tudo é uma bagagem acumulada no longo processo de despertar ao qual nos vimos submetidos para emergir das condições primitivas de vida nas quais mergulhou a energia vital, em seu processo de constante recriação.

Podemos optar por um caminho ascendente, onde nos veremos livres da força de atração das camadas inferiores da vibração cósmica, mais apropriada aos seres que ainda necessitam de grandes choques para o despertar da consciência.

Muitos de nós aqui na Terra são seres de transição entre o passado de barbárie e a vida transcendente no infinito. São almas com alguma experiência em mundos mais aperfeiçoados, mas que ainda possuíam algo a burilar em seus espíritos, por isto optaram por esta reencarnação de sacrifícios, onde poderiam avançar mais rápido ao padrão vibratório ideal do amor, da harmonia e do desprendimento. São os “ESTELARES”, ou seja, pessoas com registro de existência em outros mundos, em outras galáxias.

A grande soma de estelares que chegou à Terra, notadamente a partir da década de 50, ocorreu por um chamado dos grandes seres das hierarquias celestiais, que recrutou estas pessoas, a fim de que pudessem conquistar maestria em suas expressões de vida e concomitantemente acelerar o processo de despertar da humanidade terrena, com o advento de mais tecnologia e mais informação de nível transcendental, a fim de preparar os humanos da Terra, que ainda não tiveram experiências extraplanetárias, a despertar para a luz da consciência cósmica e a visão do Novo Mundo que se prepara no plano tridimensional, onde se dará o salto quântico planetário, passando a Terra a vibrar na quinta dimensão, plano este de mais harmonia e desenvolvimento espiritual.

Isto relaciona-se com a separação do Joio e do Trigo profetizada por Jesus de Nazaré, e este processo está em sua mais acelerada manifestação, uma vez que “os tempos são chegados” para essa modificação inevitável na estrutura atômica do planeta. Não seria possível a seres que vibram numa freqüência ainda imatura ascender à condição de vida pentadimensional, mas uma simples mudança de atitude proporcionaria essa elevação vibratória necessária, por isto tantos foram os estelares a esclarecer e exemplificar esta mudança de comportamento. Porém, como o padrão energético e vibratório da Terra passa por esta grave crise existencial, os estelares, seres muito sensíveis e impressionáveis enfrentaram esta grande tempestade do baixo magnetismo do planeta, sofrendo grandes abalos emocionais e psicológicos, que lhes dificulta o alinhamento com os padrões superiores dos quais já tem conhecimento.

Estão sendo muito amparados nesta hora, pois possuem grandes chances de conseguir o alinhamento com o processo de ascensão. Estão recebendo grandes doses de intuição, pois já possuem os canais mais dilatados, facilitando este intercâmbio telepático pelas altas hierarquias da luz.

Dentro deste amparo ao despertar que recebem os estelares, suas decisões têm se voltado para a busca dos recursos de cura consciencial encontrados no plano Terra atualmente. Daí a grande expansão de terapias alternativas como o Reiki, os Florais, a Terapia com Cristais, os expansores de consciência. Dentre estas terapias disponíveis uma que se torna muito eficaz dado à profundidade das camadas do ser que atinge de forma rápida e segura, (quando praticada por terapeutas experientes), é a REGRESSÃO DE MEMÓRIA e/ou TERAPIA DE VIDAS PASSADAS/TVP. Esta terapia, que através de um processo de sugestões progressivas ou hipnose vai explorando os registros de vidas passadas, que muitas vezes se manifestam como nódulos de situações de conflitos, para que sejam processados por outros níveis de consciência.

Um aspecto que muito prejudica o equilíbrio dos “estelares” é o fato de que sua compreensão intuitiva do universo, sua percepção de que a vida se manifesta em outros planetas, foi submetida a grandes camadas de negação, descrença e desconfiança, por parte dos entes próximos, o que ocasionou variados processos de fuga, frustração, desânimo, diante das dificuldades que é manifestar a consciência interdimensional, num plano onde os padrões mentais são de recusar a idéia de que existe vida em outros planos e moradas do universo.
A REGRESSÃO DE MEMÓRIA e/ou TERAPIA DE VIDAS PASSADAS, surge então como uma oportunidade para superar este conflito, indo explorar os registros de vidas interplanetárias, salvaguardando assim a paz de espírito e a saúde mental e emocional dos que se crêem ou se pressentem portadores de alguma lembrança oculta, relacionada com esta experiência.

Este contato com sua realidade ajuda o ser em missão a recobrar a firmeza necessária aos que se dispuseram a servir em missão, na coragem do que acreditam, não mais por suposição, mas por uma íntima e confirmada certeza do papel que têm a desempenhar.

Suas vozes e seus exemplos serão mais necessários que nunca nos próximos meses de suas vidas na Terra.
Há também os casos de pessoas com registro de contato com inteligências extraterrestres não alinhadas com o padrão de ética e compaixão presentes nos seres de luz dos Comandos Superiores que nos supervisionam. Pois se há inteligências cósmicas a serviço da Grande Fraternidade Branca providenciando nosso desembaraço dos grandes conflitos gerados na história da humanidade, há também, presos por ligações cármicas com a malha vital do planeta, os seres extraterrestres com interesses não alinhados com a energia crística, que trabalharam em seus experimentos pela prática de abdução de pessoas, em uma busca por material genético que os ajudasse a aperfeiçoar suas raças, e outras tantas experiências de dominação dos terrestres.

Estes registros apagados da memória dos abduzidos, constituem tantos outros traumas que podem ser expostos à luz da razão, e trabalhados com carinho fraterno dissipando assim o desconforto gerado por esta ocultação de memória induzida por aparelhamento alienígena.E num campo mais progressista, os procedimentos em TERAPIAS DE VIDAS PASSADAS/TVP e/ou REGRESSÃO DE MEMÓRIA aparecem como instrumentos de aceleração das potencialidades dos seres em ação no desempenho de suas missões interestelares, e com algum preparo no campo da assimilação e mentalização das energias sutis. Como uma oportunidade para a percepção das forças superiores, contato com a vibração dos mentores interdimensionais que assessoram diretamente suas missões em Terra, e em sentido mais intenso e gratificante o contato com a emanação ou presença eletrônica dos seres de alto padrão vibratório com os quais os estelares tenham uma relação de família estelar, tais como o Comandante Ashtar, e outros de sua hierarquia, mentores das dimensões da luz, etc.

Regressão terapêutica

Muito se tem falado, hoje em dia, sobre esse novo método terapêutico, baseado na revivência de fatos do passado, seja dessa ou de outras encarnações. A regressão tem uma ação terapêutica potencial que é poder desligar a pessoa de situações traumáticas de uma ou mais encarnações passadas, às quais está ligada, como se ainda estivesse lá.

Por exemplo, uma paciente que dizia sentir-se presa, que "não andava", não ia pra frente, regrediu a uma vida passada, em que era uma menina paralítica numa cama. Uma paciente rotulada como esquizofrênica, há mais de 15 anos sendo internada e tomando antipsicóticos, que ouvia vozes que diziam que ela estava podre, que cheirava mal, viu-se numa vida passada isolada por sua família em um quarto com uma doença horrível de pele e lá, naquele quartinho, ela dizia que ouvia as pessoas comentando que ela estava podre, que cheirava mal, ou seja, as vozes que ela ouvia hoje, vinham de lá. Um paciente rotulado de paranóico, pois sentia-se perseguido, referiu uma vida passada em que estava sendo perseguido por soldados inimigos, ou seja, sua sensação de perseguição era real, mas vinha de outra vida.

Pode-se perceber, então, que estamos falando da Psiquiatria do futuro, quando a Reencarnação será incorporada à essa Instituição, e esse é um dos principais objetivos da nova Psicoterapia Reencarnacionista, que estamos criando com a ajuda do mundo espiritual e que, em 20 ou 30 anos, estará difundida em toda a crosta terrestre. As sessões de regressão duram, em geral, de 2 a 3 horas, e nelas o paciente revive fatos traumáticos de 1 ou 2 encarnações passadas, além dos períodos intervidas, aonde acessa muitas informações importantíssimas para o seu real aproveitamento da atual encarnação.

Mas é de fundamental importância que a Regressão seja realizada de uma maneira cosmoética, sem que o terapeuta infrinja as leis karmáticas. O Dr. Mauro conta que no início do seu trabalho como terapeuta de regressão, cometeu alguns erros que veio corrigindo com o tempo. Ele é que realizava a regressão, estabelecia o que o paciente devia acessar, incentivava o reconhecimento de pessoas na vida que estava, etc. Mas, com o tempo, o mundo espiritual veio lhe aconselhando e hoje em dia realiza uma regressão diferente daquela época, uma regressão ética, adotada pela ABPR, em que não somos nós quem dirigimos o processo, e sim o Guia Espiritual do paciente, e não incentivamos o reconhecimento de pessoas pois isso infringe o Karma entre elas. Inclusive no livro "20 Casos de Regressão", ele relata casos em que cometia esses erros, principalmente o de incentivar o reconhecimento de pessoas lá.

Como é a regressão? Auxiliamos o paciente a promover um profundo relaxamento em seu corpo físico e, após, o incentivamos a expandir a sua Consciência, imaginando que está subindo, crescendo... Após 20 a 30 minutos, com a sensação corporal bastante diminuída e sua Consciência expandida, o seu Guia Espiritual tem condições de levá-lo a encontrar uma situação traumática do seu passado, em que está ligado, como se ainda estivesse lá. A partir daí, o nosso trabalho é apenas de incentivá-lo a continuar nos contando o que está acontecendo, até o final da situação, mas não termina nesse momento, incentivamos a continuar seu relato até o seu desencarne naquela vida, a continuar contando até subir para o Astral, até percebermos que está melhorando, que tudo está passando, até referir que está sentindo-se bem. Aí vamos preparando o final da sessão, dizemos a ele então que pode relaxar, pode permanecer em silêncio, e vamos encerrando a sessão.

Por que fazemos isso? Antes de utilizar esse método, algumas vezes numa 2ª sessão de regressão, víamos que o paciente retomava seu relato no ponto onde tinha parado, mesmo desencarnado, algumas vezes mesmo já no Astral, e percebiamos que ele ainda não estava bem. Por isso, decidimos passar a realizar uma Regressão completa, que vai desde a situação traumática até a morte, o desencarne, e continua até a pessoa estar no Astral sentindo-se bem, quando refere que já não sente mais aquele medo que sentia, aquela raiva, aquele sentimento de rejeição, aquela solidão, aquele medo, a dor da facada, do tiro, etc.

Alguns terapeutas de regressão fazem o paciente reviver apenas até o final do trauma do passado, mas isso, na minha opinião, é uma regressão incompleta pois onde termina a regressão, fica a sintonia. Regressão é uma rememoração do momento traumático do passado onde a pessoa ainda ficou sintonizado, com a intenção de ajudá-lo a libertar-se daquela sensação. Então, se podemos fazer a pessoa rememorar desde o trauma até quando estava sentindo-se bem lá no Astral, porque parar “no meio do caminho”, logo após o trauma? E é fácil fazer isso, é só levar o relato do paciente até seu desencarne naquela vida e incentivá-lo a continuar contando, após sair do corpo... E agora, para onde tu vais? ... agora que é um Espírito... que pode subir... o que acontece? Vocês terão relatos maravilhosos da subida, do Plano Astral, e o paciente ficará sintonizado num momento bom, de libertação, e não logo após o trauma quando, freqüentemente, ainda sente dor, medo, tristeza, solidão, raiva, insegurança, etc.

Nos colocamos, numa sessão de regressão, como um instrumento, um auxiliar do Guia Espiritual do meu paciente. A nossa função é ajudar a promover um bom relaxamento do seu corpo físico e uma expansão da sua Consciência, o resto do trabalho é realizado pelo mundo espiritual. A partir do momento em que a pessoa começa a relatar o fato do passado onde ainda está sintonizado, procuramos falar, interferir o mínimo possível, para não atrapalhar o trabalho do seu Guia Espiritual. De vez em quando dizemos “Sim...”, “Continua...”, “E depois...”. Interferimos um pouco mais se a pessoa, de repente, passa para outra encarnação, aí ajudamos a trazê-la de volta para a que estava vendo, para completar a regressão para que ela reveja até o momento de sua morte, desencarne e subida para o Plano Astral. E quem ou precisa submeter-se a uma sessão de regressão? Quem não consegue curar-se de medos, pânicos, fobias, depressões refratárias, sensação de inferioridade, timidez excessiva, dificuldades sexuais, crenças estranhas e inexplicáveis, dores de difícil diagnóstico, etc.
O mais importante de tudo, do ponto de vista psicoterapêutico, dentro dos critérios da nova Psicoterapia Reencarnacionista, é a Personalidade Congênita, que é o pilar dessa nova Escola. Nós somos como temos sido nas últimas encarnações, ou seja, quem é bravo e agressivo já era assim há centenas de anos, quem é medroso e passivo já era assim, quem é triste e magoado já era assim, quem é preguiçoso e irresponsável já era assim, enfim, cada um de nós é como vem sendo nas últimas encarnações. E aqui estamos novamente, procurando melhorar nossas características inferiores "congênitas". Essa é a finalidade da Reencarnação e o paciente perceber isso em sessões de regressão, pode potencializar o seu aproveitamento dessa atual encarnação, seu desejo de transformação.

A Psicologia tradicional, que lida apenas com essa vida, não é adequada para nós, reencarnacionistas, não responde nossas perguntas, pois trabalha com uma premissa equivocada, que é a formação da personalidade, pois não aborda a Reencarnação. Ela afirma que nós formamos nossa personalidade na infância, não existíamos antes, mas existíamos, sim, o nosso Espírito já animou inúmeros corpos, inúmeras personas, em inúmeras encarnações passadas, e em todas elas nós tínhamos uma personalidade. Nós não formamos nossa personalidade na infância, nós aí mostramos quem e como somos, e os nossos pais, nosso meio ambiente e os fatos da infância e da vida, tendem a agravar ou a melhorar nossas características, tanto positivas como negativas.

A nossa infância é estruturada pelo Universo segundo Leis: do retorno, da finalidade e do merecimento. Não existe injustiça na Justiça Divina. Nós somos a conseqüência, a resultante, do nosso passado. E em nossa eterna busca de evolução e crescimento espiritual, na busca da Perfeição, necessitamos viver algum tempo, de vez em quando, em um lugar inferior e imperfeito, onde as nossas próprias inferioridades e imperfeições virão à tona. E onde é esse lugar? É aqui, e então aqui estamos. Para pagar, para sofrer? Não, para nos purificarmos, para nos libertarmos do "excesso de peso" que nos prende à força gravitacional desse planeta e do Plano Astral desse planeta. Precisamos nos tornar mais "leves", e isso só pode ocorrer se nos livrarmos das inferioridades que ainda nos mantêm presos aqui, que são os "pesos", e é esse o trabalho que deve ser feito, e tem que ser feito aqui, pois é aqui que estamos presos... Estamos, na verdade, seguindo os passos do Dr. Freud, que descobriu esse mundo escondido, mas por sua limitação e dos seus seguidores, isso ficou restrito apenas a uma encarnação, que equivocadamente chamam de "vida". Nós estamos indo Inconsciente adentro! E o que encontramos? A Reencarnação.

Fonte: http://www.sida-luz-positiva.org/modules.php?name=News&file=article&sid=159
http://www.anjodeluz.com.br/cassyah1.htm
http://www.imagick.org.br/pagmag/regmem/regressao.html
www.adrianacalegari.com.br/regressao.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Verá com melhor nitidez esse site, com os navegadores Mozilla Firefox ou Google Chrome.

Obrigada, pela visita. Beijos de luz violeta na alma.

Tempo real da Terra e da Lua